Geral

Organizadoras aconselham doar agasalhos à campanha.

Desapegar das roupas que não usa mais pode ser uma ação um pouco difícil para algumas pessoas, porém é a primeira etapa de uma organização. Guardar roupas em casa que não estão mais em uso é algo recorrente, entretanto, a retirada delas do guarda-roupa traz muitos benefícios a quem não consegue tê-las. É por esse motivo que a reportagem do JP entrou em contato com profissionais da área para orientar os interessados em contribuir com a 8º Campanha do Agasalho Faça um Inverno mais Quente, promovida pelo Jornal de Piracicaba e Revista Arraso.
O acúmulo de fungos e bolores é ocasionado pelo desuso das peças, que ficam guardadas e sem uso em um espaço sem ventilação. “Por isso é importante guardar da forma correta, que é no espaço que vai se abrir no armário, após fazermos essas doações. Essa análise deve ser feita pelo menos de seis em seis meses, para que assim o espaço que você realmente tem, esteja visível, pois o que não é visto, muitas vezes, não é lembrado”, contou a proprietária da Harmoniza Organização de Ambientes, que pediu anonimato. Segundo a personal organizer, o fator de maior importância nessa organização é a ventilação dessas roupas.
“É sempre muito importante a doação. Às vezes achamos que precisamos de mais coisas, porém não visualizamos aquelas que temos em casa. Acho que o universo sempre conspira nisso. Há muitos benefícios que sempre indico: a economia de tirar coisas que não precisamos e o de doar e consequentemente ajudar”, recomendou a empresária Marilia Marchiori, personal organizer da Organnize Home &Office.
DONATIVOS—Neste ano, a Campanha do Agasalho do JP é realizada em 130 pontos de arrecadação por 37 bairros da cidade até o dia 24 de junho.
“Nossa empresa cultiva a solidariedade através de ações e campanhas nas cidades onde atua, através do engajamento dos colaboradores, dedicando parte do seu tempo para o bem da comunidade local. Nossos pdvs espontaneamente se dedicam e abraçam a causa. O JP se torna uma ferramenta solidária, a qual proporcionará conforto para muitas pessoas”, comentou Juliano Meneghel Dorizotto, diretor da Fale Fácil, uma das apoiadoras da campanha.

Fonte da Jornal de Piracicaba.

Deixe um comentário