Geral

Impostos chegam a quase 50% do preço do material escolar, diz pesquisa

IPVA e IPTU não são os únicos impostos que pesam no bolso do consumidor em início de ano. ‘Escondidos’ no preço final, os tributos chegam a quase 50% do preço do material escolar, que costumam pesar no orçamento de quem tem filhos em idade escolar.

Levantamento do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) feito a pedido da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) mostra que o peso dos tributos embutidos nos preços desses produtos é alto: vai de 15% a quase 50% do valor final.

A maior carga tributária, de 49,95%, é a da caneta. Outros itens também têm carga elevada, caso do lápis (34,99%), caderno (34,99%), borracha (39,29%) e mochila (39,62%).

Outros produtos da lista são calculadora (44,75%), régua (44,65%), tesoura (43,54%) e agenda (43,19%). O item menos taxado é o livro (15,52%), que tem isenção de PIS, Cofins, ICMS e IPI.

“Apesar de serem itens relacionados à educação, que deveria ser área prioritária dos governos, a taxação desses produtos, em especial de ICMS e IPI, é extremamente elevada”, afirma, em nota, o eeconomista da ACSP Emilio Alfieri.

Carga tributária em itens de material escolar
Itens pesam no bolso dos pais com filhos em idade escolar
Em %43,1943,1939,2939,2934,9934,9944,7544,7549,9549,9536,5436,5442,7142,71343440,3340,3339,7439,7434,9934,9915,5215,5239,6239,6234,9934,9939,9739,9744,6544,6536,2236,22Agenda escolarApontadorBorrachaCadernoCalculadoraCanetaClipesCola brancaCola bastãoFita adesivaEstojo para lápisFichárioFolhas para fichárioLancheirasLápis pretoLápis de corLivro escolarMochilaPapel pardoPapel sulfitePastas em geralPastas plásticasRéguaTesouraTinta guacheTinta plásticaUniforme0102030405060

Papel sulfite
37,77
Fonte: ACSP/IBPT

Deixe um comentário