Geral

Piracicaba Terá escola de formação de Policiais Militares até Novembro.

Piracicaba terá escola de formação de policiais militares até novembro. Serão 2.500 vagas para novos PMs no Núcleo da Escola Superior de Soldados da Polícia Militar do Estado de São Paulo. O prédio da escola está sendo adaptado e ficará no complexo do CPI-9 (Comando de Policiamento do Interior), na rua Américo Vespúcio, no bairro Algodoal. Segundo o comando da Polícia Militar na cidade, a previsão é que o edital seja aberto em agosto e haverá processo seletivo para os novos candidatos de Piracicaba e região que quiserem entrar para a carreira militar. Em breve, a PM desenvolverá campanha em escolas e empresas do município para atrair jovens para a profissão.

Prédio da escola para formação de PMs está sendo adaptado no complexo do CPI-9 (Foto: M. Germano/JP)

De acordo com o tenente coronel Érico Hammerschmidt Junior, comandante do CPI-9, a Diretoria de Ensino da PM informou que a previsão é que o Núcleo receba a primeira turma de recrutas para a segunda fase do curso no primeiro dia útil de novembro. O curso compreende duas fases — básica e específica. “Fui na Diretoria de Ensino da PM e disponibilizei nosso CPI para receber o Núcleo e eles prometeram que, no primeiro dia útil de novembro, já vamos receber alguns recrutas aqui para iniciar a segunda fase do curso de soldados, que é a fase do específico. O policial faz seis meses de curso básico, em que terá as noções básicas para desempenhar as funções dele. Depois, ele vai para o específico, onde aprenderá a patrulhar, a ser um bombeiro, um policial rodoviário. Ai ele vai para as especialidades”, afirmou.

Conforme o comandante, documentos já foram encaminhados pela cadeia de comando da PM e estão com o alto escalão da instituição. “O comandante geral já sabe dessa nossa intenção e já estamos nos preparando fisicamente para receber esse Núcleo. Atualmente, não temos alunos disponíveis para a formação”, disse. A carência de alunos interessados em ingressar na Polícia Militar foi uma das preocupações do coronel assim que assumiu o CPI-9. “Em Piracicaba e região, pela condição socioeconômica das cidades próximas, muitos jovens não querem entrar para a PM. Preferem fazer uma faculdade, entrar na iniciativa privada. Então, a baixa adesão de candidatos é muito grande. No Estado, a região que menos recruta é a de Piracicaba”, relatou.

Para ele, algumas facilidades oferecidas na cidade canalizam os jovens para outros setores e segmentos profissionais. “Muitos jovens não têm conhecimento da instituição. Vamos trabalhar para aumentar o número de candidatos daqui, divulgar nossos concursos, colocar policiais para visitar escolas, empresas, colocar cartazes, quanto se ganha, as vantagens e os riscos da profissão, para ver se o jovem se atrai. Apenas aguardamos a abertura do edital”, afirmou.

Segundo Hammerschmidt Junior, o maior atrativo da campanha será fazer com que o jovem se forme e fique aqui em Piracicaba. “Se o jovem souber que ele pode prestar o concurso, fazer próximo da casa dele, da família, e trabalhar aqui, já é um grande incentivo. Imagine o jovem que ingressa na polícia, mas tem que fazer o curso em São Paulo, trabalhar lá, em local que não conhece, e depois ter que pedir transferência para Piracicaba? Ele pensaria duas vezes. Então, talvez seja isso que tenha tido como resultado uma baixa adesão”, disse.

INSTALAÇÕES — O prédio no complexo do CPI-9 já está pronto e sendo adaptado. Os corredores receberam pintura, as salas de aula estão em fase final de adaptação e haverá gabinete de treinamento — administração escolar.

Fontes do Jornal de Piracicaba.

Deixe um comentário